segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Mad love. (Parte 2)

• • Texto inspirado nos personagens Harley Quinn e Joker do Filme Esquadrão Suicida • •

---------------

Mad love. Parte 2






 " Eu irei te amar até que odeie-me.." 


          — Porque me sequestrou sabendo que ele irá achar me e tirar daqui de qualquer forma?


A "boneca" do crime tão perigosa quanto seu amor Joker,mais conhecida como Harley Quinn..dirigia suas palavras ao homem morcego enquanto era mantida presa numa cela,consequências por mais cedo ter sido  raptada pelo justiceiro enquanto andava a sós pela madrugada fria e vazia de Gotham.


          — Porque tem tanta certeza disso? 


          — Somos indestrutíveis Batman. Você sabe disso como qualquer outro.


O mesmo apenas sorriu de canto,bufando como se a frase de Harley significasse só mais uma piada de mal gosto,deboche.


           — Andando a sós pelas rua de noite...está tentando chamar a atenção do palhaço pois provavelmente foi trocada por alguma outra coisa novamente. 


            — Na verdade eu estava meio entediada senhor Morcego,e quis vir brincar um pouco contigo. (risos) 
     

A mesma lixava suas unhas como se realmente não se importasse com nada,sorrindo e gargalhando para talvez demonstra-lo que era insensível à tudo isso.

Mas o morcego enxergava seus olhos vazios e sem vida,sabia que apesar do acidente no tanque  químico,Harley era muito humana ainda. 

Sensível,do tipo que esconde seus sentimentos a qualquer custo,mas se derrama e dissolve ao estar a sós.

   
              — Entediada? Você mente muito mal por sinal. 


               — Você já se apaixonou perdidamente por alguém?


               — Sabe que não tenho tempo para isso.
            

               — É por isso que você não é  capaz de me compreender Morcego. (risos) 


                — Quem devia lhe dizer isso sou eu..Quem daria a vida por alguém como ele? 


                — Eu não sou diferente dele,por isso nos completamos. (risos)


                 — Você apenas se tornou assim por causa dele,ainda pode ser salva. Mas não quer,pois ser salva significa ficar longe de Joker.


Batman virou lhe as costas mas suas palavras continuaram a ecoar pela cabeça da mesma..

" Mas você não quer ser salva. "

Sorriu novamente antes de esticar todo seu corpo pela cela.


               — Como se eu tivesse escolha..


" Quando meus olhos encontraram os seus pela primeira vez,eu não passava de uma sonhadora garota formada em psicologia,em busca de desafios para se tornar uma doutora brilhante e fugir da vida sem sentido  que minha família levava..o problema é que o desafio poderia ser qualquer um. Mas era você..Joker. 

Diziam que você era do tipo de  paciente psicopata sem mais solução,o louco que ninguém ousava tentar algo..mas eu jurava a todos que iria te curar. 
 
Vestida de Dra. Harleen Quinzel,jaleco branco,saltos finos e vermelhos da cor dos seus lábios,uma sala mal iluminada ocupada por uma mesa e cadeira,onde você se encontrava sentado à minha frente.

Uma doutora,e um psicótico criminoso..entre a clareza e insanidade,fora assim nossas vidas foram traçadas.. " 

Nenhum comentário:

Postar um comentário