quarta-feira, 22 de junho de 2016

Se molhe..

Hoje o dia amanheceu chovendo,enquanto eu passei a madrugada observando pela janela debaixo das cobertas..as gotas molharem o vidro de meu quarto,e o vento da tempestade balançar os cabides pendurados na  varanda.

A chuva pode ter significados e trazer lembranças aleatórias diferentes para cada ser desta terra.

Ainda me lembro do dia em que uma forte ventania,e nuvens cobriam  o céu num tom cinza,numa quinta-feria de abril..já era quase noite,e mesmo com todas as circunstâncias eu insisti em botar um short jeans,uma jaqueta preta,e com um guarda-chuva quase sendo arrastado pelo vento, e as botas todas encharcadas peguei um ônibus em direção à estação mais próxima..destino? ah. A casa da pessoa pela qual eu estava talvez..meio apaixonada?

O que os sentimentos não fazem com a gente..ah,como eu odeio me apaixonar por gente errada que não merece nada vindo de mim.

Milhões de desculpas,saída com os amigos e o  velho ditado "já está tarde" quando bem no fundo ele apenas me trocara por outra garota,quando eu faria tudo para te-lo por perto..

Eu queria me molhar,me encharcar. Fingir que toda aquela "água" que caia do céu,esconderia meus olhos cheios de lágrimas..voltei para casa com os cabelos molhados,e meu pequeno irmão perguntando o que havia acontecido. 

Eu queria lhe dizer que sua irmã mais velha gostava de brincar na chuva.  

" Mas não conte ao pai e a mãe. Eles vão ficar preocupados numa possível gripe,e me achar louca por querer me molhar na chuva quando todos estão acompanhados de guarda-chuvas ou andado de carro "

Caros pais..que só querem nos ver feliz. Tudo bem,sempre fiz pior do que me jogar na tempestade e pegar uma gripe. Eu costumo mergulhar fundo em pessoas incertas,e no final ser trocada e não valorizada..mas olha,eu estou bem. 

Assim como uma fraca gripe nunca matou ninguém com o uso de remédios..eu tenho meus remédios para decepções..não,não é droga,nem bebida. É um remédio que funciona melhor que tudo..o tempo.

Ele nos mostra que ninguém vem em nossa vida  sem motivo,ele nos mostra que sempre a algo a ser aprendido,e que sempre haverá alguém melhor..ele nos mostra que tudo,absolutamente tudo passa,não importa o quão dolorido seja.

Porque dolorido mesmo é não valorizar aquele cheirinho gostoso de café pela manhã,aquela amizade que lhe faz sorrir com uma boa conversa,aquele dia em que você se olhou no espelho e se achou linda,aquela festa na qual você voltou feliz depois de tanto dançar,aquela comida preferida que sua mãe fez para te agradar..

Porque felicidade está nos pequenos momentos e vem para quem sabe valorizar e agradecer o que tem.

Mas eai..quando você vê a chuva molhar as janelas de sua casa..o que vem na sua mente?

Se eu contasse um por um tudo o que a chuva me fez lembrar este texto jamais teria fim.

Mas a chuva é só mais um elemento que faz parte da vida,que assim como todo o resto..traz lembranças ruins e também boas.

Assim como tudo é..a maneira como você enxerga ao seu redor,também pode mudar sua vida.

Você pode reclamar de se atrasar ao trabalho ou molhar sua vestimenta quando chove. Mas outro pode agradecer por poder dormir escutando o som das gotas,ou brincar se molhando no meio das ruas..tudo é questionável,seus olhos moldam sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário