domingo, 11 de janeiro de 2015

Convite de desejos.


Vem amor,que hoje a noite só vai ser boa,e longa se for na sua companhia. Vou fazer uma confissão,admirei esses teus olhos nem claros, não tão escuros desde que encontrei os na primeira vez.
Achei tudo bobeira no começo, mas me vi observando te melhor depois,sua imagem eu tatuei na mente,nossa única foto guardei no celular e coração,aquela pequena conversa talvez de poucos minutos decorei a por cada pedaço.
Se eu te olhar com desejo,convidar ti pros meus braços,chamar para dançar bem perto,você vem? ou foge?.
Pois aí está a parte complicada. Só gostaria de tomar a atitude certa,quando dois querem tudo tende a seguir na direção certa,no momento em que apenas de minha parte existir sentimento irei cair numa piscina de lamentações  desnecessárias e sem sentido.
Dizem que paixões a primeira vista nunca funcionam,são coisas sem essência,da falta de tempo,conversas e momentos. E eu concordo,mas como sempre a cabeça consciente responde "não",o corpo por dentro dominado em chamas e vontades contradiz com um "sim".
E o final nunca se resolve,de nada adianta sem a sua resposta.
Sem complicações,e frescuras,só digo que estou aqui,imaginando me dançando,te conquistando com alguns passos feitos com aquela mensagem de "eu te quero". Que você poderia ser alguém  qualquer normal,e não é. Que o convite está feito,só falta sua presença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário