segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Ressaca da paixão?



Era daquelas  noites  em que saímos com os amigos,afim de beber e aproveitar a madrugada ao máximo,de cabeça leve e a alma pronta  para se divertir até o relógio indicar que a manhã invadiu o céu.
A sensação boa de liberdade subia por minha pele a todo momento,me soltará como não fazia há tempos.
Minhas memórias  poderiam ter sido apenas da certeza de haver sido mais um dia gostoso que iria se acrescentar no ano,se eu não tivesse te " conhecido por poucos minutos. "
Juro que não faz sentido nenhum,nem eu me entendo agora,mas cada segundo desde a hora em que você sentou ao meu lado,colocou suas pernas na mesa a frente como eu fazia,e disse algumas palavras está registrada aqui dentro.
Nossos lábios não se tocaram,nem ao menos tentei nada,mas ainda lembro do seu perfume marcante,sua expressão,sua voz em meu ouvido.
Esse é o efeito do álcool? nos faz querer ter por perto de novo quem vimos pela primeira vez por pouco tempo?
Acho que a culpa é minha mesmo,por não tirar alguém que pouco conheço  do pensamento.
É,essa sou eu,garota estranha que se apaixona até por alguém que vi por meros minutos  em uma festa.
Mas ainda acredito no ditado clichê de que nossas " loucuras " da época jovem,traz as melhores lembranças na velhice,e nos fará  saber que disfrutamos  muito bem da adolescência.



Nenhum comentário:

Postar um comentário