sábado, 8 de junho de 2013

sentindo / parte 4

" Em um dia de chuva, estávamos enrolados  em um cobertor,assistindo algum filme. Seus braços me mantiam quente,e os seus ombros me faziam sentir confortavel.."

Amassei o papel e joguei fora. Esses textos so me servem de migalhas,para tentar satisfazer meu desejo de te-lo.

Acordei em uma manhã de sábado,lembrando de todos os detalhes do momento em que dancei com ele.
Cada passo,cada toque,cada olhar ficou gravado em minha mente como uma tatuagem.
Abri as cortinas do meu quarto,imaginando como seria acordar com ele ao meu lado.
Talvez começaríamos o dia com um daqueles doces beijos de "bom dia" acompanhado de um belo café da manhã.
Mas tentei excluir todas essas idéias,afinal  são coisas que passam longe de acontecer.

Troquei meus pijamas por um simples vestido branco e alguma sapatilha.
Preciso sair e relaxar,e "arrumar meus pensamentos".
Sei que tudo não passa de um amor platônico bobo,e que estou disperdiçando minha vida admirando alguém fora do meu alcance,mas não é tão fácil deixar de lado assim,quando eu quero.
Peguei qualquer bolsa e meus queridos fones de ouvido,tranquei a porta,e sai caminhando.
Encontro várias pessoas carregando caixas,e malas.
Uma mudança?
ando mais alguns passos e avisto um garoto alto,de cabelos castanhos,olhos claros,muito parecido com ele,se aproximando de mim com bolsas e caixas de papel.
Parece que vamos ser vizinhos a partir de agora.



Nenhum comentário:

Postar um comentário